“Outubro, 2019”: cada reação alérgica tem um nome

Bianca Kirschner

Outubro por si só já sempre foi cheio de comemorações. No dia 12 de outubro, além do Dia de Nossa Senhora Aparecida e do Dia das Crianças, aqui em casa também celebramos o aniversário do Mateus. Porém, desde que Lucas chegou, há 9 anos, outubro também passou a ser aguardado devido ao Halloween, porque por alguns anos, moramos fora do Brasil.

Esse ano, em meio à pandemia, outubro também chegou com um detalhe especial. Há exatos 12 meses, na véspera do dia das crianças em 2019, Lucas teve uma reação alérgica. O ano de 2019 foi marcado por várias reações alérgicas e aprendemos muito. Nessa reação de outubro de 2019, agimos rapidamente. Lucas ingeriu um alérgeno que precisa ser evitado, comentou que sua língua estava coçando e logo aplicamos a caneta de adrenalina. Em seguida, eu o levei ao pronto atendimento, gritando com ele no carro se tudo estava bem e com o sinal de alerta do carro ligado, mas ele insistia que não era necessário.

Fomos até o pronto atendimento como o protocolo recomenda e depois de uma primeira avaliação, onde tudo parecia bem, por recomendação médica, aguardamos 6 horas para irmos para casa.

E essa foi a nossa última reação alérgica! Hoje, há mais de 365 dias. “Nossa reação alérgica”; parece que a reação alérgica passa a ser da família toda, pelo menos passa a ser minha também!

Sem deixar de evidenciar que cada reação alérgica tem um nome, reação de junho de 2016, dezembro de 2016 e por aí vai…. nessa última reação alérgica, de outubro de 2019, a compreensão do que estava ocorrendo e o uso da caneta de adrenalina no tempo que deve ser aplicada nos deixou seguros de que estávamos fazendo o correto.

Mas nem sempre é assim. Às vezes, temos dúvidas de como agir e raros são os anos que passamos sem reações alérgicas. Mas achei que era importante compartilhar! Pois conviver com alergias alimentares e reconhecer as diversas reações alérgicas que podem ocorrer é um grande desafio. Requer que a gente continue aprendendo uns com os outros e nos fortalecendo como uma comunidade.

Bianca Kirschner,
mãe de Lucas e Felipe,
é criadora e diretora
da plataforma Conexão Alimentar

Leia + posts

 

 

 

 

Hospitais e aprendizados

Seu filho já foi hospitalizado? Foi no mês de abril de 2019 que Lucas teve uma de suas mais graves Leia mais

Ideia do Pedro: cartão de emergência para carregar na carteira

Bianca Kirschner Muitas coisas acontecem quando nos encontramos com quem vive com alergias alimentares. Principalmente crianças e jovens. Temos que Leia mais

Você tem cuidado de você?

Eu me sinto sempre muito envolvida com as consultas médicas dos meus filhos. Vamos ao dentista, gera uma dúvida sobre Leia mais

A tribo da empatia

Felipe, que não possui alergias alimentares, almoçando com sua mãe num restaurante sem os cuidados com Leia mais