O olhar dos pais diante das restrições alimentares de seus filhos

Por Dinadéia Brandalizze

Receber um diagnóstico referente a uma restrição alimentar de seu filho, inicialmente, pode causar susto, medo e muitas dúvidas, em pais que são dedicados e empenhados em oferecer o melhor para suas crianças.

Segundo a neurociência, é comum o cérebro causar um estranhamento inicial ao que é novo, pois não se sabe exatamente como agir, até que o fato deixe de ser novo.

Os pais que recebem o diagnóstico de que seu filho tem uma (ou mais) alergia alimentar e, portanto muitas mudanças ocorrerão nos hábitos alimentares da família, sempre priorizando a saúde. É muito importante saber que em termos psicológicos VOCÊS são “espelho” para seus filhos. O que isso quer dizer? Quer dizer que a reação e ação que os pais tiverem diante do diagnóstico, serão em termos comportamentais/ emocionais, reproduzido pelos filhos.

Quando os pais olham o diagnóstico de alergia alimentar como descoberta da solução do que fazia mal, vão buscar mais informação, conhecimento e enfrentamento. Estarão servindo de modelo comportamental para que seus filhos também ajam com enfrentamento, tenham aceitação, se tornem pessoas fortes, que não se sintam limitados, que vejam no diagnóstico uma “sentença de vida” e de saúde, tomando os devidos cuidados. Para isso, aceitação e informação são fundamentais.

Não sintam pena de seus filhos, não os coloquem no papel de vítimas, (pois não são), não vamos alimentar a síndrome do “coitadismo”. Jamais caia na armadilha de dar só um “pouquinho” do alimento alergênico, achando que seu filho passaria vontade, caso não desse. Ninguém dá veneno para quem se ama. Alimentos alergênicos são como veneno para quem tem alergia.

Pais, a vida é feita de escolhas, então, escolha transmitir aos seus filhos de que eles são fortes e capazes. O seu papel é fundamental na estruturação emocional da criança, tenha ela ou não, alergia alimentar.

 

Dinadéia Brandalizze é psicóloga, CRP 08/04655 – Contato: (41) 99902-923, @dinadeiac.brandalizze

 

Eventos em grupo: hora de ser direto e franco

Por Bianca Kirschner Preparar um jantar ou um almoço em casa para familiares e amigos já envolve bastante planejamento e Leia mais

Um dia de coragem, fomos almoçar fora!

Foi um dia de coragem, fomos almoçar fora! Seguimos algumas orientações, já conhecidas, de como comer no tipo de restaurante Leia mais