Vacinas e Alergias alimentares

Dra. Patricia Tarifa Loureiro
Alergista e Imunologista- CRM 83330
@patitarifa

Recentemente, a OMS (Organização Mundial de Saúde) divulgou que a vacinação em massa evita 4 mortes por minuto no mundo.

Através da vacinação, estimulamos o sistema imunológico a produzir anticorpos contra doenças provocadas por alguns tipos de vírus e bactérias.
Precisamos que as vacinas sejam efetivas sem provocar efeitos colaterais danosos ao nosso organismo.

Alguns componentes usados no preparo delas são passíveis de causar reações alérgicas. Entre eles, a proteína do ovo encontrada em quantidades progressivas nas vacinas contra sarampo (tríplice viral), gripe (Influenza) e febre amarela.

A tríplice viral contém traços de proteína do ovo de galinha. Enquanto que a maioria das vacinas contra influenza são cultivadas em ovos embrionados de galinhas e por isso contém quantidade pequena de ovoalbumina (proteína do ovo).

Todas as crianças com alergia a ovo, independente da gravidade,podem receber as duas vacinas. Pacientes com história prévia de anafilaxia ao ovo devem preferencialmente ser vacinados em ambiente seguro, com supervisão médica.

Já a vacina de febre amarela contém grande quantidade de proteínas do ovo. Sendo assim, pessoas com história de reações alérgicas leves a moderadas (urticária, por exemplo) podem receber a vacina sob supervisão médica e devem ficar em observação por 30 minutos após a vacinação. No entanto, pessoas com anafilaxia devem ser encaminhadas ao especialista para realização de testes cutâneos e administração da vacina em esquema sob supervisão médica.

Crianças com alergia grave ao leite de vaca (reações imediatas como anafilaxia) não devem receber a vacina tríplice viral, que contém lactoalbumina na sua composição.
Por fim, sempre bom consultar um alergista e garantir segurança num ambiente preparado para tratar uma reação alérgica!

Fonte: Associação Brasileira de Alergia e Imunologia – ASBAI

E-book: Sem leite, com amor.

E-book completo contendo 215 receitas deliciosas e práticas sem leite e soja (algumas sem ovo e glúten) e inspirações para Leia mais

Tive uma anafilaxia. E agora?

A anafilaxia é uma reação grave de hipersensibilidade, ou seja, coisas comuns, que em indivíduos não alérgicos não causariam praticamente Leia mais

Pais participam de reunião do Grupo de Ação de Alergia em escola de Jundiaí-SP

Republicamos a notícia da Prefeitura Municipal de Jundiaí, demonstrando que o trabalho de conscientização é diário. Desta vez, feito por Leia mais

O que as escolas precisam saber para receber uma criança com alergia alimentar?

Se você não conhece uma criança com alergia alimentar, nunca deve ter se atentado à importância de uma escola estar Leia mais