Um longo caminho de aprendizado nas alergias alimentares

Helem Oliveira é mãe do Antônio Augusto e da Maria Gianna
@helem.valeriano

O Antônio Augusto tem 8 anos. Há 6 anos, ele recebeu o diagnóstico de FPIES para várias proteínas alimentares: atualmente, leite, frango e couve flor, os quais ainda não superamos.

Levamos 2 anos para receber o diagnóstico. De início, as reações que ele tinha – como hipotermia, diarreia, vômito, refluxo e desidratação – eram bastante confundidas com outras coisas, principalmente pelo fato de ele ter nascido prematuro de 32 semanas.

Como nós nunca tínhamos ouvido falar em alergia e muito menos em FPIES, ele chegou num estágio bem crítico, o qual atrapalhou o seu desenvolvimento. Ele só chorava.

Toda semana, estava no pronto socorro com ele, até que um dia a recepcionista me deu uma sugestão de procurar uma médica alergista e uma gastroenterologista.

Conhecemos a Dra. Carol e a Dra. Ana Paula e realizamos o Teste de Provocação Oral, confirmando o diagnóstico de FPIES. Estudamos, conhecemos pessoas maravilhosas que nos ajudaram, nossos anjos Aline e Rafa, que nos acolheram. Rafa também é FPIES.

Precisou ficar exclusivo na fórmula de aminoácidos e foi necessário no início esconder comida dele, pois ele pedia e queria tudo, mas o organismo precisava se recuperar.

Foi um longo caminho, mas com uma equipe médica fantástica, além de nutricionista, terapeuta, psicóloga, muita força de vontade e estudos dos pais. Nisso, as coisas foram fluindo.

Hoje, já convivemos melhor com as alergias alimentares, e logo nasceu a irmã Maria Gianna, que também é alérgica a leite e ovo. Ela já foi intolerante à frutose, mas hoje já superou. Como ela já cresceu entendendo bastante as restrições do Antônio, a aceitação dela foi mais fácil. Este mês, recebi o diagnóstico de Doença Celíaca e todos nós seguimos nas restrições firmes e fortes para termos uma melhor qualidade de vida.
—-
Helem Oliveira é mãe do Antônio Augusto e da Maria Gianna. @helem.valeriano

O Antônio Augusto é FPIES para leite, frango e couve flor.

Maria Gianna alérgica a leite e ovo. Helem Oliveira é celíaca e tem intolerância à lactose. O pai, Átila Oliveira, também é intolerante à lactose e foi recém diagnosticado com esclerose múltipla.

Helem Oliveira também é uma das administradoras e idealizadoras do Grupo Pequenos Alérgicos do Vale, que tem a missão de apoiar e acolher as famílias quando recebem o diagnóstico, trocar receitas e experiências.

Crianças Alérgicas: Um aprendizado diário

Nahara e Anita Nahara Leite Ribeiro, Piracicaba SP @nah_ribeiropsico Sou uma mãe fora do padrão, em Leia mais

Uma importante conquista de quem convive(u) com a alergia: a consciência alimentar

Por Vívian Dutra Fernandes de Castro @vividutracastro Sempre digo que só o fato de estarmos em dieta restritiva para fins Leia mais

Denise Corrêa Chagas, mãe de Raphaela, alérgica a amendoim.

Denise Corrêa Chagas - @denisecchagas Rio de Janeiro Raphaela tem 7 anos e é alérgica a amendoim. Descobrimos através de Leia mais

Filho Alérgico, Mãe Surtada. Com bastante sorte.

Camila Nogueira, mãe da Juju @filhoalergicomaesurtada Hoje estou aqui para contar um pouquinho da nossa história na alergia. Falo “nossa” Leia mais