Um logo e uma história infinita de aprendizagem

Construir o logo do projeto Conexão Alimentar foi gratificante para toda equipe da CMM Interativa. Um desafio que Bianca Kirschner nos trouxe e nos envolveu com tanta paixão. De certa forma, na sua explanação inicial do projeto, que mostrava toda a vivência dela com o filho Lucas, o cotidiano desafiador de quem é alérgico, deveria ser aproveitada como aprendizado e, dessa maneira, favorecer outras pessoas que vivessem a mesma situação.

Um autêntico case em que um problema é enfrentado com destemor e gera sementes que se desenvolvem em frutos que constroem outras vivências. Bianca é assim, pura conexão. E o nome surgiu naturalmente, porque era o termo que ela mais utilizou em nossas conversas. Felizes sessões de Skype em que todos nós da equipe explanamos sem medo de errar aspectos dos caminhos a serem seguidos. Uma plataforma, um portal, um elo entre todos que queriam conhecer outros tantos, além dos diagnósticos médicos; mas úteis como guia para trocarmos as experiências que nos permite viver no mundo como iguais, alérgicos ou não.

Conexão Alimentar era o nome ideal para essa aventura real. Para esse amor explícito que ganha vida neste final de 2019, início dos anos 2020. Algo simbólico e tocante.

A inspiração para criação e construção do logo Conexão Alimentar teve como desafio espalhar todo esse panorama, necessidades e projeto de conectar familiares e amigos de pessoas com alergias alimentares. A letra X da palavra foi desenhada em formatos de elos que não se quebram nunca, mas também se destaca pelo símbolo do infinito. Infinito na busca de soluções, infinito como amor de vivermos em um mundo com chances verdadeiras, principalmente quando estamos de olho naquilo que comemos. E todos nós, direta ou indiretamente, devemos prestar atenção naquilo que ingerimos. Isso nos torna cúmplices.

A cor escolhida foi a teal, que é o azul utilizado em todo o mundo para identificar a alergia. No halloween, por exemplo, Bianca nos lembrou, nos EUA principalmente, nas casas que mora um alérgico é pintada a abóbora dessa cor. Assim, as crianças sabem que não podem deixar alimentos que possam provocar crises alérgicas. Azul teal que possui a leveza que necessitamos nessas situações. Igualmente, as fontes tipográficas de formato leve e arredondadas que prezam pelo movimento e inclusão.

Ao criar a marca do Conexão Alimentar, me senti, eu própria, incluída nesse universo de estudo, aprofundamento e – por que não? – alegria de saber e escolher os melhores ingredientes para a nossa alimentação, as melhores atitudes em qualquer situação. Isso para uma profissional é o bastante para fazê-la feliz. É o bastante para nos tornar completa. E toda equipe do Conexão Alimentar permitiu isso.

Cris Cirne é Designer de Mídias Interativas, trabalha em criação na CMM Interativa. [cmm.art.br]

Você sabe o que está comendo?

Nesse manual vamos conhecer algumas legislações que se referem à ROTULAGEM DE ALIMENTOS. O objetivo maior é estimular que você Leia mais

História de vida: como surgiu o projeto “Livre Alimentar”

LIVRE ALIMENTAR – Projeto de Conscientização da Alergia Alimentar O projeto surgiu no início do ano de 2019 nas redes Leia mais

Bianca Kirschner: criadora do Conexão Alimentar

Bianca: criar oportunidades de conexões com outras pessoas com alergias alimentares. A criadora e diretora do portal Conexão Alimentar, Bianca Leia mais

NuROTULO ganha prêmio

Estamos aqui aprendendo diariamente sobre projetos maravilhosos que já estão sendo desenvolvidos para a comunidade de alergias alimentares. Ontem (​13 Leia mais