O que eu comi durante minha gestação deixou meu bebê alérgico?

Bia Figueiredo
@mamaealergia

Já vi muitas mamães aqui afirmando isso ou se questionando sobre esse assunto. Eu, particularmente, resolvi não carregar essa culpa e acho que esse é o caminho! Não adianta pensarmos o que poderia ter sido feito ou evitado, o que importa é o presente e focarmos em como podemos encontrar a melhor forma de lidar com as nossas lutas alérgicas diárias!

Encontrei um estudo sobre a “Relação entre resposta imunológica ao alimento na vida intrauterina e alergia alimentar”, feito pela Dra. Ivania Patrícia Cansi, que concluiu:

1) Não há evidências consistentes de que a exclusão de alimentos durante a gestação (incluindo leite de vaca e ovos) exerça efeito protetor contra o desenvolvimento da alergia atópica em lactentes 46;

2) Nenhuma restrição durante a gestação é necessária, salvo quando a mãe apresentar algum tipo de resposta alérgica. Se houver história de atopia ou alergia na mãe ou em membros da família, deve-se evitar alimentos como amendoim, nozes, peixe e ovos, principalmente nos últimos três meses da gestação;

3) Para que haja tolerância às proteínas alergênicas, não se deve privar a gestante de consumir nenhum alimento, salvo em caso de histórico de atopia; deve-se sempre lembrar da individualidade bioquímica, um dos pilares da nutrição funcional;

4) O plano alimentar durante a gestação deve ser bem equilibrado, composto de diversos nutrientes, pois os estudos demonstram que a exposição aos antígenos no início da vida é necessária para o desenvolvimento da tolerância imunológica da criança;

5) A restrição materna durante a gestação não deve ser recomendada como forma de prevenção às doenças alérgicas em crianças: não há consistência de que a restrição possa trazer benefícios;

6) Alimentos e nutrientes são imunomoduladores na vida intrauterina para prevenção de doenças. O mais importante é a inclusão variada. .

Converse sempre com seu médico e não se preocupe com a causa e sim com o caminho a ser percorrido! Mais leveza para todas nós!

 

 

 

Leia também no Conexão Alimentar:
Celíaca, Michelle se formou em gastronomia ao adotar uma nova dieta

Michelle Ivanovo, São Paulo https://www.instagram.com/mi_ivanovo/ Sou celíaca confirmada desde 2012, ou seja, não posso consumir os alimentos que possuem glúten. Leia mais

Lucas participa do Social Support Research Program da Universidade de Alberta do Canadá

Bianca Kirschner No último domingo, dia 15 de março, Lucas encerrou mais um ciclo de participação online do Allergy Pals Leia mais

Conheça o Coletivo Acolhimento Alimentar (Piracicaba-SP)

O coletivo de Acolhimento Alimentar em uma de sua ações de conscientização. A história do Coletivo Leia mais

Como a alergia da minha filha mudou a minha vida

Aqui em casa não entra refrigerante, extrato de tomate, alimentos que beiram a zero em nutrientes. Leia mais