Lilian DeOliveira conta sua experiência e fala do seu livro lançado nos EUA

Como é maravilhoso saber que a comunidade de alergias alimentares tem se tornado uma rede de apoio e uma família no Brasil também.

Me chamo Lilian DeOliveira, sou brasileira nascida em São Paulo. Nos últimos 22 anos moro em Indianápolis, Indiana, nos Estados Unidos da América. Aqui conheci meu esposo Cristian com quem tenho 2 filhas. Laura (11) e Sophia(10).

Lembro que durante minha infância no Brasil, nunca ouvi nada a respeito de alergias alimentares, ou tão pouco conheci um amiguinho com tal desafio.

Quando me tornei mãe pela primeira vez, nunca imaginei que enfrentaria desafios relacionados à alimentação das minhas filhas. Aos 24 meses, Laura recebeu inicialmente o diagnóstico de alergia ao amendoim. Lembrando que isso aconteceu há 10 anos, quando a comunidade de alergia alimentar estava começando a crescer assustadoramente rápido.

Não havia muita informação disponível, os nutricionistas estavam começando a entender e aprender como educar os pacientes, pais e comunidades a esse respeito.

Lembro que o primeiro pensamento que me veio foi de ir até a biblioteca pública para achar um livro que me ajudasse a educar a minha filha já que ela era pequena. Para a minha surpresa, descobri que não havia nenhum livro para tal assunto.

Os anos foram se passando, dependendo do estado ou cidade que você vive aqui, e conscientização da comunidade local, você se sente apoiado e de alguma forma seguro. Infelizmente, a jornada ainda continua pesada, e trabalhosa. Um dos desafios que sempre enfrentei com as minhas meninas foi a questão de viagens e lazer em determinados lugares.

Aqui, os americanos AMAM pasta de amendoim(alergia severa com risco de vida para minhas meninas) e com o risco de contaminação cruzada sempre que viajar de avião, ir a estádios de jogos, e até mesmo durante o almoço na escola; o cuidado, precaução sempre fez com que decisões fossem tomadas com muita cautela.

O medo de algo sempre dar errado e a vida delas ficarem em risco sempre esteve presente no nosso dia a dia; por isso, depois de anos, decidi publicar o meu primeiro livro infantil “ARE YOU NUTS?” (usamos “nuts” aqui para nos referirmos ao amendoim/nozes) para educar à comunidade sobre a alergia à alimentação com amendoim e para encorajar as crianças que vivem esse desafio diariamente.

A nossa mensagem é que independente das situações da vida, ou os desafios que temos que enfrentar, todos somos amados.

Se você desejar conhecer um pouco mais da minha história e missão, visite o nosso site e redes sociais www.tealribbon.org . Estamos trabalhando para publicar o nosso livro em português logo!

Antes de me despedir de vocês, gostaria de parabenizar cada pai, mãe, avós, professores, ou você, um embaixador como a Conexão Alimentar Oficial, pelo excelente trabalho de conscientização, educação e recursos que não são em vão, mas de extrema importância para este tempo. Muito obrigada por fazer parte dessa revolução.

Vocês aí no Brasil, eu aqui na América com o mesmo propósito e missão. Com isso nos tornamos uma família para cuidar e ajudar uns aos outros.

Um forte abraço para você querido leitor!

Lilian DeOliveira
Indianapolis, IN – USA
www.tealribbon.org
@tealribbonorg

Voar nas férias com alergia alimentar. É possível!

Erika @mundovalentedebento Chegou o momento de viajar em Família e o medo frio na barriga, claro, querendo nos amedrontar! Mas Leia mais

O primeiro pastel a gente nunca esquece. Nem o Lucas!

O Lucas saboreou pela primeira vez pastel. Gostou muito. Comeu vários. A receita é da "Celíacos, um dia de cada Leia mais

Criança com restrição alimentar, como dizer NÃO

Como lidar com tudo que temos que negar às crianças com restrições alimentares? LIDAR COM AS DIFERENÇAS Antes de falar Leia mais

Volta as aulas: quando o conhecimento faz a diferença!

Por Bianca Kirschner A volta às aulas traz novos desafios para as famílias com crianças com restrições alimentares. É um Leia mais