Introdução alimentar e alergia: O que os pais precisam saber?

Dra. Ana Carolina Rozalem
@dra.anacarolinarozalem

Algumas das perguntas mais comuns que recebo sobre introdução alimentar são:

“Devo evitar algum alimento?” e “Como sei se ele não tem alguma alergia?”

Antes de começarmos: se o seu bebê nesse momento já possui alguma alergia alimentar ou de pele, a conversa é outra. Converse com seu pediatra e, se necessário busque um alergista!

Do contrário, vamos lá:

Cuide da pele do bebê.

A pele é o maior órgão do ser humano e está cada vez mais relacionada ao desenvolvimento de alergias. Use sabonetes adequados para idade e hidrate a pele com produtos neutros, sem fragrância ou aditivos.

Cuide do intestino do bebê.

Ainda não sabemos exatamente quais as bactérias protegem das alergias nem como manipulá-las então, só podemos buscar saúde intestinal através de estilo de vida: prefira o parto normal, amamente, evite uso de medicações desnecessárias, tenha animais de estimação, promova uma alimentação variada e não viva num ambiente estéril!

Ofereça todos os alimentos.

De todos os tipos, cores, formas e texturas. Fará bem ao sistema imunológico e neurológico. Dê preferencia aos orgânicos ou higienize muito bem.

Familiarize-se com os 9 grupos de alérgenos alimentares.

Eles são responsáveis por 90% das alergias alimentares: leite de vaca, ovo, soja, trigo, amendoim, castanhas, sementes, peixes e frutos-do-mar.

PODE sim fazer reação na primeira vez que ingerir.

Deixe para oferecer os mais alergênicos isoladamente.

E os faça em condições ideais: em casa, durante o dia e na presença de um dos pais. Não deixe para os avós darem omelete de camarão pela primeira vez no sítio a 1 hora da cidade mais próxima!

Ter um antialérgico e um corticoide na “farmacinha” de casa não é exagero e não faz mal a ninguém.

Fique de olho em alguns alimentos.

Eles têm algumas particularidades que podem proporcionar reações mais leves caso tenham que acontecer. Alguns exemplos: gema menos alergênica que clara, peixe colorido menos que peixe branco.

Não esquece de compartilhar o post para a informação chegar em mais pessoas!

 Dra. Ana Carolina Rozalem
@dra.anacarolinarozalem
Pediatra Alergista São Paulo,  Alergista/Imuno e Mestre EPM-UNIFESP.
Comitê de Alergia Alimentar da ASBAI

Leia + posts

 

 

 

Você sabia que alergias alimentares estão cada vez mais comuns?

Dra. Ana Carolina Rozalem @dra.anacarolinarozalem É impressionante ver nos grupos da escola ou nos filhos de amigos a quantidade de Leia mais

Como é a consulta do Alergista e do Imunologista?

Dra. Ana Carolina Rozalem @dra.anacarolinarozalem Nunca passou com um Alergista e Imunologista e nem sabe o que ele faz? Vou Leia mais

Diversidade alimentar X doenças alérgicas.

Dra. Ana Carolina Rozalem @dra.anacarolinarozalem Menor diversidade alimentar durante o primeiro ano de vida pode aumentar o risco de asma Leia mais

Conheça a Esofagite Eosinofílica relacionada a alérgenos

Dra. Ana Carolina Rozalem @dra.anacarolinarozalem A Esofagite Eosinofílica é uma doença crônica, imune-mediada, cujos sintomas são consequência da inflamação "alérgica" Leia mais