Como ajudar a criança com alergia alimentar se sentir incluída

Incluir uma criança com alergia alimentar é tarefa de todos!

Com um pouco de empatia e disponibilidade podemos pensar em alternativas para acolher e em formas suaves de conviver com a alergia!

Seguem algumas dicas para ajudá-las a se sentirem mais incluídas.


DICA 1

Não vitimize a criança

Independente da dieta que a criança precise fazer, ela não é digna de pena! Suas restrições podem ser difíceis, ela pode não gostar, mas não podemos transformá-la em vítima! Ao invés disso, seja empático, se solidarize com sua condição e ensine que as limitações fazem parte da vida e que podemos enfrentá-las de diversas formas!


DICA 2

Mostre solidariedade com a criança alérgica

Caso receba em sua casa ou em sua festa uma criança alérgica a alimentos, converse com os pais dela para ver que tipo de opções de alimentos substitutos e similares ao que você vai servir, poderia ser providenciado para servi-la. Os pais de crianças alérgicas costumam ser bastante disponíveis tanto para sugerir ideias como para oferecer ajuda para levar o alimento seguro. O importante é que a criança possa estar segura em seu ambiente e se sinta considerado.

Tendo filho alérgico, busque fazer algumas refeições iguais às dele, mesmo que os irmãos e outros membros da família estejam comendo algo diferente, para que não se sinta totalmente sozinho com sua dieta. Escolha algumas refeições e sobremesas que sejam feitas em conjunto com a família. Isso pode tornar mais suave a obrigatoriedade da dieta!


DICA 3

Encontre maneiras da criança se sentir especial não relacionadas à alimento

O alimento, em nossa sociedade, está associado com demonstração de afeto. E isso, leva muitas pessoas a oferecerem comida às crianças sem consultar os pais, no intuito de declarar seu carinho por elas. Mas isso pode ser muito perigoso para uma criança alérgica. O ALIMENTO NÃO É A ÚNICA FORMA DE DEMONSTRAR AFETO! Um sorriso, uma cartinha, um abraço, um passeio, uma foto, podem revelar o amor da mesma forma! E pode ser a indicação de um amor mais respeitoso por levar em consideração as restrições da criança com alergia alimentar!


DICA 4

Explique para os amigos de sua criança que ela é alérgica

Converse com os amigos de seu filho sobre a alergia de forma clara e simples. Diga que alimentos ele não pode comer e que seu corpinho não se sentirá bem se ingeri-lo. Faça de forma casual e sem criar um clima tenso!! As crianças se mostram solidárias e gentis quando entendem a situação dos amigos e podem se tornar grandes parceiros nos cuidados com a alergia!!!


DICA 5

Esteja preparado com alimentação segura em situações sociais

É importante que os pais das crianças alérgicas sempre levem consigo alimentos seguros para que elas possam consumir em eventos sociais com aniversários, piqueniques, cinemas, encontros na casa dos amigos. Caso haja comida segura no local, é fantástico! Mas se não houver, a criança terá sua alimentação garantida! Converse de forma tranquila com seu filho sobre o fato de nem sempre poder se alimentar com a comida servida no local e ressalte que a função das atividades sociais é se encontrar e se divertir com os amigos!


DICA 6

Busque parceria com escolas e outros locais de aprendizagem da criança

Os pais podem conhecer e conversar com os responsáveis por esses lugares explicando sobre a alergia alimentar e sua seriedade. Verificando dessa forma se estão preparados e/ou disponíveis para incluir a criança. Isso facilita a escolha de escolas e pode diminuir o risco da criança passar por situações onde não será incluído. Lembre-se de levar as observações médicas ou plano de ação de seu filho.

As escolas, por sua vez, podem proporcionar momentos de partilha de alimentos ou culinária utilizando alimentos seguros para os alérgicos, disponibilizar nos eventos escolares opções de lanches para os alunos com restrição e oferecer como recompesas de atividades ou gincanas brindes que não estejam sejam alimentos (dar preferência para adesivos, cataventos, revistinhas etc.). São importantes ações para as crianças alérgicas se sentirem incluídas, seguras e felizes no ambiente escolar.