E se fosse o seu filho?

Texto: Kassiane @autismocomleveza

E se fosse o seu filho sendo acusado de ser impossível de se conviver? E se fosse o seu filho tendo a matrícula negada, ou ainda, sendo convidado a se retirar da escola no meio do ano letivo? E se fosse o seu filho sendo impedido de brincar no parquinho?

Se você é mãe típica e me lê nesse momento, provavelmente essa é uma realidade bem distante. Se você é mãe atípica, tenho certeza que já passou por algo parecido.

Se você é mãe típica, te peço, por favor, pra ler esse texto até o final. Essa luta não vai avançar enquanto ela for travada só por famílias atípicas. Precisamos das famílias típicas junto com a gente. Precisamos das famílias típicas perguntando sobre inclusão na escola dos seus filhos.

Precisamos de famílias típicas explicando para seus filhos que o coleguinha diferente não atrapalha a sala, pelo contrário, tem muito a acrescentar. Precisamos das famílias típicas se indignando tanto quanto nós quando ouvem discursos do tipo: “algumas crianças têm um grau de deficiência em que é impossível a convivência”. Preciso que você pare e imagine: e se fosse do seu filho que estivessem falando? Qual seria a sua reação? Como você se sentiria? O que faria para mudar isso? Já imaginou? Conseguiu sentir aí dentro um tantinho da revolta que as famílias atípicas sentem?

Inclusão não é favor! Ninguém ganha com a segregação. Crianças e adolescentes atípicos precisam estar nas escolas regulares, nos parquinhos, nos teatros, nos shoppings, em todos os lugares. Uma cidade inclusiva é uma cidade melhor para todos.

Está chegando a época de rematrícula nas escolas e eu queria estar me preocupando com o sapato que está deixando de servir e preciso providenciar outro. Ou com a lista de material escolar. Mas minha principal preocupação nesse período é: será que vamos ter problemas na rematrícula?

Faço um apelo a todas as famílias típicas: entrem nessa briga com a gente. Não vamos conseguir avançar na inclusão sem vocês ao nosso lado. Hoje pode ser uma realidade distante da sua. Amanhã pode ser ela batendo na sua porta.

 

Você sabe a importância da nutricionista na alergia alimentar?, por Adriana Costa

Por Adriana Costa⠀ @drianacosta.nutri ☑️ Um paciente, após o diagnóstico de alergia alimentar, passa a ter restrições em sua alimentação. Leia mais

Outros sintomas importantes relacionados a doenças alérgicas, por Dra. Ellen Dantas

Dra. Ellen Dantas @draellendantas Com frequência, pacientes (ou os responsáveis) chegam ao consultório com determinada queixa e quando conversamos, vejo Leia mais

Clipping: Michelle Oliveira, da Perfeito Pedaço, no Jornal da Cidade, Aracaju/SE

Alergia alimentar: crianças são as maiores atingidas Até o ano de 2050 quase 50% da população mundial poderá apresentar alguma Leia mais

Canal viagens: Dicas e vivências.

Viajar com AA ! Ver e viver o mundo é mais que necessário. Por isso, falamos tanto e publicamos conteúdos Leia mais