Crianças com Alergia criam canais nas redes

Pedro (13 anos), Joaquim (11 anos) e Maria Nunes Pizelli (5 anos) são filhos de Salatiel e Flávia.

O trio é alérgico alimentar e já viveu muitos desafios ao longo da vida. Situações impostas pela condição de alérgicos alimentares múltiplos, mas também desafios sociais, num mundo que ainda estranha muito as minorias e que “acha feio o que não é espelho”. Mas eles encontraram formas de se colocarem no mundo, sendo quem são e não apenas as crianças alérgicas do grupo social onde estão inseridos!

Os pais sempre incentivaram para que fossem plenos, que soubessem se virar sem eles e que explorassem todas as suas possibilidades de conexão com a vida, com os outros. Desde outubro de 2018, quando comeram o primeiro bolo fofo da vida, eles resolveram transformar o canal de Youtube (Pedroaco Diversões) que tinham, em um canal de culinária inclusiva.

Durante a pandemia criaram também uma conta no Instagram ( https://www.instagram.com/pedroacodiversoes3 ), para divulgar o canal e as receitas do dia-a-dia. A mamãe jornalista diz que ajuda na administração, mas que eles têm autonomia para escolher as receitas e o que querem mostrar pra todos.

Nos últimos tempos têm surgidos mais crianças como eles: alérgicos que se expressam nas mídias sociais. Estão conectando outros alérgicos e simpatizantes, despertando empatia e mostrando que é possível ser alérgico, saudável, feliz e empoderado!

“Acho que o nosso canal é para ajudar as pessoas que pensam que não podem comer uma receita gostosa sem leite, ovo, trigo e alergênicos em geral. É uma forma de nos expressarmos e as pessoas poderem encontrar um caminho na comida. É também uma forma de nós mostrarmos que não somos os tadinhos que a moça da cantina sempre acha, que a tia que cuida do corredor da escola sempre fala.” Joaquim Nunes Pizelli

“Nosso canal é para ajudar os alérgicos que acham que não dá pra comer algo diferente do comum, como um bolo, um hamburguinho. É para inspirar as pessoas a não terem medo nem vergonha da alergia. É para saberem que podem ir a uma festa e que não vão ter só água pra tomar. Saberem que vão poder levar algo melhor para eles e saber que não estão sozinhos”. Pedro Nunes Pizelli – 13 anos

“É um lugar pra gente se conectar e fazer nossas receitas. E também é um espaço inclusivo pra gente se divertir fazendo comida gostosa”. Maria Nunes Pizelli – 5 anos

Pedroaco Diversões no YouTube

Pedroaco Diversões no Instagram

Pesquisa “Necessidade de apoio psicológico para alergias alimentares”

A Alergia Alimentar Brasil está participando e  divulgando a pesquisa internacional “Necessidade de apoio psicológico para alergias alimentares.” A iniciativa Leia mais

Nota da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI) sobre a eficácia das vacinas para a COVID-19

O Conexão Alimentar destaca o comunicado da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI),  com a convicção de que informações sobre a Leia mais

Pesquisa sobre alergia ao leite de vaca seleciona voluntárias adolescentes

A Dra. Glauce Hiromi Yonamine, do Hospital das Clínicas de São Paulo, está realizando coleta de dados para uma pesquisa Leia mais

Conexão Alimentar conclui programa Pulse Powered by Google for Startups

A plataforma Conexão Alimentar concluiu o Programa de Aceleração B2Mamy Pulse – Turma 8. O programa é focado em startups Leia mais