A tribo da empatia

Felipe, que não possui alergias alimentares, almoçando com sua mãe num restaurante sem os cuidados com os alérgenos do irmão, Lucas.

Bianca Kirschner

Toda vez que programo sair de casa sozinha, com meu esposo, amigas, filho mais velho ou familiar, me sinto responsável por ter certeza de que tudo está planejado. O filho que ficar sozinho em casa sob a supervisão de outra pessoa estará o mais confortável possível.

Sentimento de mãe,  tenho a sensação que não sou substituída somente por uma pessoa. Parece feio dizer, parece que me sinto mais importante, mas a responsabilidade que você tem sobre um filho já é grande e sobre uma criança com restrições alimentares, parece ainda maior. Pois a alimentação só perde em termos de importância fisiológicas para o ato de respirar e tomar água. Em condições normais, comemos pelo menos 3 grandes refeições por dia.

Então, como sair e deixar o filho alérgico com outra pessoa?

Eu tive e ainda tenho dificuldades em fazer isso. Por isso que falo que preciso de uma tribo para tomar conta do Lucas. Não consigo decidir que irei sair de casa uns minutinhos sem um grande planejamento em relação a lanche e por onde andam os remédios. E se o telefone estiver descarregado, acho que nem saio de casa sem o Lucas!

Eu conto com a ajuda do meu esposo, familiares, alguns amigos e ajudantes em casa. Eu conto com a empatia dessas pessoas que compreendem a seriedade das alergias alimentares dele. São pessoas amigas e compreensivas, dispostas a recriar a minha rotina com o Lucas para que eu possa ter uma rotina sem ele, em alguns momentos somente para mim, em outros para meu esposo e também para o irmão do Lucas que não possui alergias alimentares.

Vocês também se sentem assim? Quem faz parte da tribo de vocês?

Bianca Kirschner,
mãe de Lucas e Felipe,
é criadora e diretora
da plataforma Conexão Alimentar

Leia + posts

 

 

 

 

Ideia da Ludmila: novos campos de preenchimento no Plano de Ação de Emergências

Por Bianca Kirschner ⠀ Mais uma ideia de aprimoramento surgida ao ouvirmos os jovens que colocam suas realidades que são Leia mais

Um desabafo sobre os riscos diários dos alérgicos alimentares

Bianca Kirschner Ontem, fui surpreendida com uma notícia de Israel. Ainda não achei em português e compartilho com vocês alguns Leia mais

Hospitais e aprendizados

Seu filho já foi hospitalizado? Foi no mês de abril de 2019 que Lucas teve uma de suas mais graves Leia mais

Ideia do Pedro: cartão de emergência para carregar na carteira

Bianca Kirschner Muitas coisas acontecem quando nos encontramos com quem vive com alergias alimentares. Principalmente crianças e jovens. Temos que Leia mais