A difícil, mas não impossível, tarefa de incluir

Por Welinton Benga

Conhecemos a Bianca por conta de um evento realizado na cidade de São Paulo em abril de 2019, quando da Semana Mundial de Alergia, cujo temática era as Alergias Alimentares. Posteriormente a Bianca e sua família (Mateus, Lucas e Felipe) se tornaram voluntários no nosso projeto, o qual realiza intervenções em ambientes hospitalares e casas de apoio com vocação no tratamento e suporte ao câncer infantil.

Geralmente, quando visitamos casas de apoio, conseguimos autorização para levar os nossos filhos. E ai, começa a nossa tentativa de incluir o Lucas em nossas atividades. A Família do Lucas sempre chegava em nossas intervenções após o almoço, traziam as “marmitinhas” prontas para fazer algum lanchinho, não participavam do café da tarde, entre outros momentos.

A Bianca sempre foi uma grande parceira e uma voluntária muito atuante no nosso projeto e no último mês de setembro realizamos um almoço beneficente. A gente queria que o Lucas pudesse comer algo junto com as outras crianças. Então começamos a pesquisar empresas que pudessem nos ajudar neste processo. Uma das empresas contatadas, achou incrível a nossa proposta e nos fez uma doação de alguns produtos, mas o maior aprendizado veio em seguida, quando o pessoal do marketing da empresa nos disse assim: “Mãe de Alérgico não pode ter surpresas, pois as vezes a surpresa vira susto. Estamos te enviando toda a descrição dos nossos produtos. Envie para os pais avaliarem primeiro e com certeza eles irão explicar para o filho que o alimento x ele poderá comer tranquilamente no evento”.

Então, o que era para ser uma surpresa precisou ser anunciado e combinado, mas isso não tirou a grandiosidade da iniciativa de incluir o Lucas de alguma forma no nosso evento.

Ah, e passamos a observar algumas situações também a partir da convivência com a família nas nossas intervenções. Alguns sorvetes de frutas o Lucas pode consumir e sempre que possível nos nossos eventos oferecemos sorvetes. A nossa maior alegria é ver o Lucas indo até o local, pegando o seu sorvete e saindo feliz, sem precisar combinar antes com a Bianca, mas é claro que os rótulos continuam sendo lidos e o mochilão com o kit intercorrência sempre está nas proximidades.

Obs. 1 A partir da convivência, pudemos compreender que se privar de alguns momentos é um lindo gesto de cuidar e cuidar é um dos maiores gestos de amor.

Obs. 2: é preciso falar sobre alergias de forma mais ampla.

Obs. 3: os fabricantes podiam facilitar o processo. Buscar empresas inclusivas também não é um processo fácil.

Obs 4. Por tudo isso o portal Conexão Alimentar surge como um grande integrador

Welinton Benga
Descobridor de sorrisos no projeto Tartarugas do Bem
www.tartarugasdobem.ong.br

Leia também no Conexão Alimentar:
“Ser mãe” é compartilhar experiências de Amor

Por Bianca Kirschner Nesse Dia das Mães, o Conexão Alimentar ouviu de algumas mães um pouco do que elas passaram e Leia mais

Fé e coragem na história da família Perfeito Pedaço

Por Michelle Oliveira Olá, sou criadora da confeitaria inclusiva Perfeito Pedaço. Quando algo inesperado acontece em sua vida, você tem Leia mais

As lições da quarentena para alérgicos alimentares

Por Bianca Kirschner Como estão vivendo a quarentena quem possui alguma alergia alimentar e seus familiares. Isolamento social e alergia alimentar. Leia mais

O primeiro pastel a gente nunca esquece. Nem o Lucas!

O Lucas saboreou pela primeira vez pastel. Gostou muito. Comeu vários. A receita é da "Celíacos, um dia de cada Leia mais